Flávio Cavalcante

O espectador merece todo nosso respeito, porque sem ele, não há quem possa nos aplaudir

Textos

O PEQUENO GRANDE ASTRO
Artigo de:
Flávio Cavalcante
 
 
     A televisão de fato mostrando que está passando por uma mudança brusca nas programações e o telespectador agradece as novidades quem vem acontecendo nos canais fechados. Finalmente está desmoronando a torre do monopólio televisivo.
 
     A boa surpresa é a descoberta de novos talentos na teledramaturgia e a Globosat vem presenteando a criançada com uma programação de tirar o fôlego. Uma delas são os vários episódios do seriado DPA (Detetives do Prédio Azul), que já está de malas prontas para a oitava temporada e cada uma delas vem arrebanhando fãs mirins por todo o país.
 
     Brincadeira de criança é sempre bom. A boa surpresa que tive o prazer de entrevistar foi o pequeno grande astro do seriado. Ele tem apenas treze anos e já tem um brilho próprio de um grande profissional. Anderson Lima faz a personagem (Bento). Com tão pouca idade já demonstra uma grande intimidade com a câmera fazendo da proposta de toda programação um momento agradabilíssimo de diversão para a criançada.
 
     Segundo o Anderson Lima, delata numa entrevista exclusiva para o site mediz, que toda a história é passada no prédio Azul e na brincadeira ele faz parte de uma trupe do barulho. Descontraído ele conta que três amigos viraram detetives para resolver os problemas que acontecem em cada episódio daquele prédio. Disse também que adora fazer parte do elenco e tem pretensões futuras de enveredar no meio como ator, e a sua aptidão é dirigir e ficar por trás das câmeras no futuro.
 
     A Leocádia é a dona do prédio é a vilã da história que em cada um dos episódios confisca tudo e tenta de alguma forma, usando todas artimanhas para atrapalhar as investigações da trupe. Eles a consideram uma bruxa má.
 
     A mãe do Anderson, (Eliete Borges), disse na entrevista que é uma programação de aceitação mútua e os pais fazem questão de tirar fotos com os detetives do prédio Azul em qualquer lugar que eles estiverem. As crianças se divertem e os pais demonstram que são tão fãs quanto seus filhos e não abrem mão de também fazerem parte da sessão fotográfica além de pedir autógrafos para os atores da turma do DPA.
 
     Começaram as apresentações em shoppings e a receptividade tem sido calorosa. Recentemente foram à Recife (PE) e a criançada ficou enlouquecida de estar perto da trupe que eles assistem na TV diariamente. Segundo a mãe do nosso astro mirim, foi sugerida em reuniões, turnês pelo país para o corpo a corpo com a criançada, mas essa possibilidade ainda está em estudo.
 
     A sessão de autógrafo do astro mirim é inevitável. O carisma é perfeito para o gosto de toda idade. A aparência de moleque, mas em cena se transforma num mostro sagrado de deixar qualquer ator adulto boquiaberto.
 
     O elenco é composto também por atores renomados como a atriz Suely Franco, que interpreta a vó Berta, avó da síndica do prédio azul, a atriz Letícia Pedro que interpreta uma das crianças. Os outros personagens têm uma participação especial e segundo informações, o elenco sempre está se reversando para outras temporadas, que comporta vinte e seis episódios cada uma. Anderson Lima está no sétimo episódio e já se prepara confirmadíssimo para a oitava temporada.
 
     A oitava temporada troca a personagem Milla por “Sol” e segue com a substituição da atriz Letícia Pedro pela atriz Letícia Braga.
 
As personagens da oitava temporada são:
 
AS CRIANÇAS
 
Bento – Anderson Lima
Sol – Letícia Braga
Pippo – Pedro Henrique Motta
 
ELENCO ADULTO:
 
Ronaldo Reis –  Severino
Tamara Taxman – Leocádia
Suely Franco – Vó Berta
Charles Myara – Theobaldo Bruxo
Sávio Moll – Tomatine (Pai do Pippo)
Carol Futuro – Sissineide
Luciano Quirino e Mirian Freeland – Pais do Bento –
 (Bento Pitolomeu e Lena Prata)
 
     No meu ponto de vista, essa modernidade na teledramaturgia só tem a ampliar o campo da arte de interpretar e também de escrever. Atores e autores só tem a agradecer pelo leque que a cada dia se abre dando novas oportunidade para novos talentos estilhaçando aos poucos toda a panelinha armada que há muito tempo não dá espaço para novos produtos. Com estes canais fechados as emissoras são forçadas a apresentar produtos realmente a altura, caso contrário, vai sentir na pele a dor da concorrência e o despencar do ibope que a cada já vem gerando.
 
 
 
 
 
Flavio Cavalcante
Enviado por Flavio Cavalcante em 23/10/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras