Flávio Cavalcante

O espectador merece todo nosso respeito, porque sem ele, não há quem possa nos aplaudir

Textos

AMOR MAIS E MAIS
Poema de:
Flávio Cavalcante

 

 
Quantas vezes
Quantas vozes
Tenho que ouvir

Nos vários meses
Por tantos algozes
Dar adeus e partir

Nos brandos arredores
Vi jardins e albatrozes
Bicando Rosas e jasmins

Na base dos pormenores
Os mais colhidos nozes
Ofertados aos folhetins

Toda bela alegria
Escolhida  a força polia
Na peneira que escolhi

O beijo na flor do pomar
Como o beija-flor sabe amar
O canto do rouxinol que não ouvi

Rogando a Deus Glórias e chuvas
Saboreia o doce das doces uvas 
A benção do divino que se faz

Rezando credos implorando perdão
Lançando boas sementes no torrão 
Colheita farta de amor mais e mais
Flavio Cavalcante
Enviado por Flavio Cavalcante em 28/10/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras