Flávio Cavalcante

O espectador merece todo nosso respeito, porque sem ele, não há quem possa nos aplaudir

Textos


A DOR DO POETA
Poema de:
Flávio Cavalcante



I
Dar a vida por toda uma vida abstrata
Cria laços entre o imaginário e o real
Eleva o espírito de maneira sensata
Levando aprendizado ao plano celestial
II
Basta um jardim para colher inspiração
Um beijo abrasador de um belo beija-flor
Basta apenas ouvir a voz do coração
Para que nela se colha a bela canção
III
O que é muito simples significa bastante
O ponto abstrato traduz a compreensão
O vidro tenro cortado pelo diamante
O tacho que apaga o fogo do coração
IV
O pincel que tinge e pincela a tela
Tem agressividade nas cores vigentes
De cores primárias sobressai a amarela
Descompasso das secundárias ausentes
V
Ter prazer em tudo que se tem e faz
Escrever tem significado de alegria
Reler a historia na memória se refaz
A dor do poeta que acabou em poesia

 
Flavio Cavalcante
Enviado por Flavio Cavalcante em 23/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras