Flávio Cavalcante

O espectador merece todo nosso respeito, porque sem ele, não há quem possa nos aplaudir

Textos


PRA QUE ESPERAR TANTO?
Poema de:
Flávio Cavalcante
 
I
Pra que e por que esperar tanto?
Vivemos a angústia de uma espera
Uma cruz carregada ao campo santo
Engolindo o próprio rabo na esfera

II
Por que devemos tanto esperar?
Na certeza que os dias são finitos
Uma maratona sem justificar
O afã de perder os dias bonitos

III
Esperar de fato pra que?
De boca aberta escancarada
Esperando a morte aparecer
Se lutamos tanto para nada

IV
De que adianta tanto esperar
Se os valores não acumulamos
Se o nó é difícil de desamarrar
Estamos errados e o certo evitamos

V
E não devemos ficar esperando
Precisamos dar valor a coisas menores
Viver cada minuto alegre e cantando
Para as lembranças serem as melhores
Flavio Cavalcante
Enviado por Flavio Cavalcante em 18/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras