Flávio Cavalcante

O espectador merece todo nosso respeito, porque sem ele, não há quem possa nos aplaudir

Textos

O PRIMEIRO DESEJO
Poema de:
Flávio Cavalcante
 
 
I
Nasceu o primeiro desejo
De não viver sozinho no mundo
Um lindo sonho que quero e almejo
Ao acordar de um sono profundo


II
Foi o meu primeiro desejo
Conhecer o meu primeiro amor
Um forte anseio como beijo
Um presente que Deus abençoou 


III
Um bom vinho acompanhando o ensejo
Um prato bom pra comemorar
Na hora fiz a ti um belo cortejo
Pra em meus abraços poder te afagar


IV
Meu primeiro desejo de imensa loucura
Me fez ficar tão bobão perto de você
Uma lágrima da mais alta candura
O primeiro desejo que ganhei por merecer


V
Se hoje eu sou céu e também eu sou mar
Tenho o amor numa melodia em solfejo
Agora eu tenho razão para te amar
Desde que nasceu o primeiro desejo
 
 
Flavio Cavalcante
Enviado por Flavio Cavalcante em 29/07/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras