Flávio Cavalcante

O espectador merece todo nosso respeito, porque sem ele, não há quem possa nos aplaudir

Textos

 
 
INCERTEZAS DO AMANHÃ
Poema de:
Flávio Cavalcante
 
I
A vida nos promove as surpresas
Como o vinho amargo no cálice
Na espera do amanhã as incertezas
Pode ter o gozo no topo do ápice

II
É lição de cada degrau a percorrer
O que se espera da lida, vida e glória
O grito choroso do perdido por merecer
A derrota do homem preso na memória

III
Acorrentado pelo fator consciência
Chicoteado no tronco da ignorância
Por ter produzido o lixo da demência
Despencando no auge da discrepância

IV
A palavra dita em sessão errônea
A honra deformada e desinformada
Sonambulismo na essência da insônia
É valor sem valor, pedra desvalorizada

V
Resulta quando o plantio descaroço-a
O mal que sobressai no mundo estampa
Sabendo que esta mão que te abençoa
É a mesma que um dia te leva à campa

 
Flavio Cavalcante
Enviado por Flavio Cavalcante em 31/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras