Flávio Cavalcante

O espectador merece todo nosso respeito, porque sem ele, não há quem possa nos aplaudir

Textos

ESPELHO D’ÁGUA
Poema de:
Flávio Cavalcante 



I
Espelho d'água que reflete a vida
Transporta todo o céu para o chão
Na sombra que apaga a minha lida
Acalenta as nuvens na palma da mão
II
Tua luz reflete sempre o meu ser
Teu espelho que aquece a água límpida
A água que um dia me viu nascer
O espelho que transmite a vida ríspida
III
Me tira do calor nesse espelho d'água
Mergulho de limpeza e harmonia
Lavando d'alma toda aresta da mágoa
Reflexo de amor daquele que nos punia
IV
Espelho d'água me banha na tua pureza
Deixa eu tocar o céu num passe de luz
Límpida tua água de mansidão e clareza
Sombra que transborda o amor que seduz
V
Minha sombra companheira amiga fiel
Presente na minha revolta e mágoa
Dispara meu pranto na chuva em véu 
disputando minhas lágrimas no espelho d'água
Flavio Cavalcante
Enviado por Flavio Cavalcante em 03/12/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras