Flávio Cavalcante

O espectador merece todo nosso respeito, porque sem ele, não há quem possa nos aplaudir

Textos

 
O RENEGADO
Poema de:
Flávio Cavalcante



Traído e entregue as autoridades
Por um momento ficou abandonado
Neste mundo de muitas maldades
Estava ele ferido e machucado

Judas o renegado traidor
Por migalhas vendeu o amigo
Mesmo ferido ainda tinha o amor
Fazendo do seu peito seu melhor abrigo

Era ele o filho de Davi o prometido 
Um homem que tinha o coração bom
Perdoou o que tinha o coração destruído
E carregava nas costas o mal como dom

O próprio se chamou de renegado
O homem que carregava a maldição 
Na árvore morreu dependurado
E fez justiça com a própria mão

O renegado ardeu em arrependimento 
Depois de rasgar o sagrado manto
Lavou a corda com sangue e tormento
Pra quem sabe um dia ser chamado de santo

 

 
Flavio Cavalcante
Enviado por Flavio Cavalcante em 03/04/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras