Flávio Cavalcante

O espectador merece todo nosso respeito, porque sem ele, não há quem possa nos aplaudir

Textos



MEU PONTO DE PARTIDA
Poema de:
Flávio Cavalcante
I
Tua pele macia
Tua mão que acaricia
A voz da doce magia
Toca no corpo que arrepia
II
Teus cabelos sedosos
Longos e cuidados brilhosos
Balouçantes; porém, maliciosos
Amaciantes e todavia plumosos
III
Teu olhar inebriante
Na pálpebra lágrimas de dor
Rola na face incessante
Tua causa, sentencia teu amor
IV
Teu jeitinho carinhoso
Tua voz tão meiga e doce
Teu abraço me deixa amoroso
Pra teu colo antes criança eu fosse
V
Teus lábios desejosos e sedentos
Tua vida em toda minha vida
Alivia as chagas dos meus tormentos
Tua volta é o meu ponto de partida

 
Flavio Cavalcante
Enviado por Flavio Cavalcante em 23/04/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras